[Papo RH] Hora de planejar!

Chegou o momento de colocarmos na ponta do lápis nossas metas, saiba como o planejamento afeta a Crmall! 

Finalizamos o primeiro dos 12 meses que um ano nos reserva. Trocamos as retrospectivas por perspectivas, e o saudosismo tão comum no fim de um ano, pelo desejo de um recomeço quando algo inicia. Há quem diga se tratar de uma ilusão, um mero ritual de passagem em que se sobrepõe os sentimentos e deixa-se a racionalidade. Outros, defendem que novos começos necessitam que ciclos se findem por completo e outros se iniciem, e que nada melhor que o fim e início de um ano para que isso aconteça de uma maneira natural. Independente das análises e crenças individuais, a realidade é que somos frutos de ações cotidianas, nossas e de outros, que se complementam e interagem continuamente.

Nesse sentido, o que fazemos e como fazemos demanda de nós certo nível de planejamento, principalmente quando estamos inseridos e implicados no contexto de uma organização, que traz em sua própria etimologia o conceito de ordenação e o alcance de um objetivo coletivo, ou seja, pré-estabelecido e delimitado. Por isso, se pensarmos no planejamento como um princípio elementar para a fluidez das atividades que envolvem o todo de uma empresa (e mesmo em outros aspectos de nossas vidas), entendemos que este é um processo contínuo e não redutível a um mero cumprimento de obrigações ou de uma agenda, mas uma ferramenta de gestão que necessita de um diagnóstico fidedigno do passado – considerando erros e fraquezas, acertos e forças – uma visão da realidade dos processos e das ações atuais, além de uma clareza do que de fato se objetiva alcançar.

planejamento No entanto, é importante esclarecer que existem diferenças significativas entre planejamentos: os que competem à diretoria, a lideranças e aos liderados. Certa vez, Jean Paul Sartre, filósofo francês, afirmou que “a escolha é possível, em certo sentido, porém o que não é possível é não escolher. Eu posso sempre escolher, mas devo estar ciente de que, se não escolher, assim mesmo estarei escolhendo.” Ok, mas qual a relação de escolhas, como disse Sartre, com planejamento e responsabilidade? De certo modo, planejar é escolher entre fazer X ou Y, priorizar A ou B, começar por essa ou aquela ação ou invertê-la se necessário, mas com a consciência de atrelar escolha aos objetivos. Na CRMALL trabalhamos para que todos tenham um senso de responsabilização e clareza de que só alcançamos os objetivos de maneira coletiva, por isso, o ato de planejar e engajar-se nas metas precisa ultrapassar as hierarquias. Nosso desejo é que ao longo do ano tenhamos garra para cumprir nossas ações, mas ao mesmo tempo flexibilidade para enxergarmos novas necessidades e enfrentarmos novos planejamentos!

Comentários

Comentários

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *